Porto Alegre, quinta-feira, 17 de agosto de 2017
   

Deputado Raul Carrion - PCdoB-RS

Luz e Sombras

APRESENTAÇÃO

Este livro é filho de seu tempo.

A temática atravessa o Brasil e o mundo. Diversas esferas da cultura humana são examinadas, sob múltiplos ângulos: arquitetura, direito, economia política, história, linguística, movimentos sociais, política e sociologia.

Os autores - professores e estudiosos de diferentes opções políticas, origens diversas e visões teóricas diferenciadas - reúnem-se desde novembro de 1995 no Centro de Estudos Marxistas (antes, Grupo de Estudos Marxistas), unidos no entendimento de que o marxismo é um instrumento indispensável para a compreensão da vida humana, passada e presente, e para a luta por um futuro digno do próprio homem.

Nesses tempos do "fundamentalismo de mercado", este livro constitui um esforço e uma ousadia deliberados. Um repto à ditadura do "pensamento único" que a ideologia atualmente dominante apresenta como senso comum e verdade incontestável.

O marxismo já foi uma moda para alguns, na ilusão de colher os frutos do poder através de uma transição fácil para o amanhã. Hoje, o materialismo dialético e histórico está mais do que vilipen­diado, proibido e maldito. As classes dominantes e parte da mídia tentam, grosseiramente não poucas vezes, expô-lo à indigência. Faz-se de tudo para que, entre as trevas, não fulgure a mínima luz.

Os autores deste volume vêem no marxismo racionalidade - não racionalismo. Com renovado prazer e convicção, procuram contribuir para que se "acendam as luzes", como queria Eriço Veríssimo, opondo-se ao obscurantismo, à banalização como método, à idolatria do mercado como supremo meio de alienação, ao culto da violência como forma normal de convívio social.

Falar de globalização e neoliberalismo é dispensável nesta apresentação. Quem não adivinha sua presença como objeto de crítica?

A pobre "pátria idolatrada" continua importando, com irritante mediocridade, essa mercadoria (mal) elaborada- que já começa a ser enfrentada e posta em xeque nos próprios centros imperiais que a produziram -, em troca da crescente abdicação de nossa autonomia intelectual, política, social e económica.

Os presentes textos foram redigidos para os debates, geral­mente acalorados, do CEM/RS. Eles correspondem à visão pessoal dos autores. Resulta daí uma obra vivíssima, candente, atualizada e, sobretudo, rebelde.

Afinal, Marx já disse que a humanidade só se propõe problemas que possa resolver.


Centro de Estudos Marxistas - CEM/RS

CENTRO DE ESTUDOS MARXISTAS. Luz e sombras: ensaios de interpretação marxista. Porto Alegre: Centro de Estudos Marxistas / Editora da Universidade/UFRGS, 1997, 299p.

Editora da Universidade/UFRGS
Av. João Pessoa, 415
CEP: 90040-000 – Porto Alegre / RS

Centro de Estudos Marxistas – CEM/RS
Caixa postal 10675 – Agência Central
CEP: 90001-970 – Porto Alegre / RS

Sumário

QUESTÕES DE TEORIA

  • Karl Raymund Popper: neoliberalismo, história e filosofia11
    I.uiz Roberto Lopez
  • A escola dos "Annales' e a "nova" história 41
    Raul Carrion
  • Marxismo analítico, o "marxismo burguês" 65
    Renato P. Saul
  • Por que reler Proudhon 79
    Demétrio Ribeiro
  • Marx e a crítica da política 89
    Eduardo K. M. Carrion
  • Teoria do direito e marxismo 101
    Marcus Vinícius Martins Antunes
  • Marxismo, lingüística e história: algumas considerações exploratórias 113
    Florence Carboni

ASPECTOS DO MUNDO CONTEMPORÂNEO

  • A Comuna da Paris (1871) 133
    Robert Ponge
  • As denominadas “sociedades pós-revolucionárias” 161
    Eduardo K. M. Carrion
  • Moeda: criação ex-nihilo 175
    António Salles
  • A globalização 197
    I.uiz Dario Teixeira Ribeiro
  • Neonazismo: subsídios para uma reflexão 205
    Luiz Roberto I.opez.

O BRASIL EM DEBATE

  • Palmares: a Comuna negra do Brasil escravista 219
    Mário Maestri
  • Florestan Fernandes: o olhar de um socialista revolucionário
    sobre a revolução burguesa no Brasil 237
    Mário Maestri
  • Influência do pós-modernismo na arquitetura brasileira 251
    Demétrio Ribeiro
  • Os filhos de criação: uma forma de produção semi-servil no Rio Grande do Sul 263
    Agostinho Mário Dalla Vecchia
  • Língua, formação e identidade nacional: algumas considerações
    sobre a questão lingüística na Região Colonial Italiana 281
    Florence Carboni
     
  • Os autores 295
     
  • O Centro de Estudos Marxistas (CEM/RS) 299
 


TOPO